Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Devaneios de uma morena

Um blog sobre tudo e mais alguma coisa. Um companheiro para todos os dias, a qualquer hora que seja.

O meu bitaite no assunto do dia

Chegou a minha vez.

Depois de passar os olhos por dezenas de comentários de desagrado atrelados a imagens do Passos, por uns, e por manifestações de alegria e felicidade por parte de outros, quero eu mandar o meu bitaite. Acho que também posso. Mas vou tentar fugir um bocadinho à essência do verdadeiro bitaite e vou tentar fundamentar a coisa o melhor que posso.  

 

Leiga (ou devo dizer ignorante?...) como sou em matéria de política, vou tentar ser o mais simples possível relativamente ao que vos quero transmitir. 

 

Ora, para tal, lanço-vos uns quantos tópicos. 

 

- Meio mundo diz que o que hoje se passou no nosso país foi ultrajantemente antidemocrático. Quanto à parte do «ultrajantemente» não concordo, mas não posso deixar de assentir relativamente ao facto de que, sim!, foi um pequeno atentado à democracia. Afinal, não é inconstitucional, não é ilegal...se pode ser feito, pode ser feito. Mas que seja bem feito. 

 

- Porque é que considero que houve um pequeno atentado à democracia? Fácil de explicar. Tenhamos em conta um pequeno exemplo. Temos quatro amigas: a Carla, a Ana, a Maria e a Sofia. A Carla votou na PáF, a Ana no PS,  Maria no Bloco de Esquerda e a Sofia no Partido Comunista. Até aqui tudo bem...cada uma tem liberdade para votar em quem bem decida. Mas agora a Sofia, que votou no Partido Comunista, e que afirma terminantemente que seria incapaz, nesta ou noutra vida, de votar no PS, vê-se obrigada a tacitamente acabar por «colocar» o dito partido no poder. Será justo? Não me parece. 
Realmente, Passos, Portas e os seus compinchas ganharam. Esta «coligação pós-resultados eleitorais» acaba por me parecer algo injusta para todos aqueles que se dedicaram, no4 de outubro, a fazer a cruzinha no quadrado. 

 

- No entanto, apesar de tudo isto, não concordo nem um bocadinho com o estado das coisas. Se fiquei desiludida com os resultados eleitorais? Oh, se fiquei... Muito! E por isso quero realmente que haja uma mudança de paradigma no seio do nosso governo. Quero, muitíssimo, que tudo o que hoje aconteceu possa acontecer de novo, mas dentro daquilo que é, aos olhos de TODOS, politicamente correto. Logicamente nunca será possível reunir consenso a esse nível visto que nós, seres humanos, somos seres extremamente insatisfeitos e difíceis de agradar. No entanto, desejo apenas que as coisas se possam alcançar sem se falar em sedes e fomes de poder (que é o que mais se houve por aí) nem jogadas sujas. 

 

- É precisamente por isto que desejo a intervenção do nosso Presidente da República. Sim, homem! Mas gostava que fosse possível que viesse daí e mandasse fazer novas eleições. Não o é, tenho muita pena. Porque se assim fosse, seria tudo melhor. Ora vejamos... 

 

- É que posto isto, perante um cenário do género(de novas eleições), a esquerda que se unisse. Afinal, o que é uma coligação? Se os líderes conseguem, o «comum dos mortais» também. Assim, qualquer resultado obtido, sobretudo se positivo, teria outro «sabor», e outro valor também. 

 

Claro que isto é uma mente cor-de-rosa a pensar. E sim...depois destas palavras podem todos espingardear que devo viver num castelo com fadas e coisas engraçadas à volta. Mas isto é a minha noção de «politicamente correto» passada para palavras. 

Aos meus olhos, está mais que certo. E não podia deixar de o dizer. 

 

Esta é só uma imagem com alguma graça. O seu fim único não é lesar, de modo algum, o fixe do Obama. É só mesmo ilustrar esta minha falta de jeito para falar de política. 

3 comentários

Comentar post

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D